Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Carnaval: os cuidados necessários para prevenir e combater as DSTs

A prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) é uma preocupação que deve existir no ano todo, mas é nesta época de carnaval que se intensificam as campanhas para que os foliões e a população em geral redobrem a atenção com a saúde.

No Pré-Carnaval, as Unidades de Saúde do Time CEJAM capricharam no confete e na serpentina e, claro, nas atividades de prevenção, com foco nessas doenças. Foram palestras, sensibilizações, distribuição de folhetos educativos e preservativos masculinos e femininos. O assunto foi abordado nas UBSs inclusive junto aos usuários da terceira idade, como no grupo Idade Ativa, na UBS Jardim Eledy.

As DSTs são transmitidas principalmente através das relações sexuais sem o uso de preservativo. “A forma mais eficaz de prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis é a utilização de preservativos, masculino ou feminino, em todas as relações sexuais, sejam por via vaginal, oral ou anal”, recomenda o médico auditor do CEJAM, Dr. Maurício Kucharsky.

O médico também alerta para as doenças que podem ser transmitidas através do beijo. “Caso ocorra contato da mucosa oral no local infectado poderá ocorrer transmissão de DSTs, como por exemplo, o HPV e a herpes”, diz.

PREVINA-SE
O Ministério da Saúde disponibiliza, gratuitamente, nos postos de saúde, preservativos tanto masculinos, quanto femininos. Durante os dias de folia, diversos municípios intensificarão a distribuição dos preservativos. Em São Paulo, o Programa Municipal de DST/AIDS (PMDST/AIDS), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), vai colocar à disposição 1 milhão e meio de camisinhas gratuitas na capital paulista. Só no último final de semana, cerca de 350 mil foram distribuídas no pré-Carnaval da cidade.

Os preservativos poderão ser retirados nos 10 postos médicos instalados por toda a cidade que contam com os agentes de prevenção do PM DST/AIDS, que estarão uniformizados com a camiseta da campanha “Camisinha na Folia”. Esses agentes farão a distribuição das camisinhas em blocos de rua da cidade, dos menores aos que reúnem centenas de milhares de pessoas.

Além da camisinha, foliões também podem contar com a PEP para prevenir o HIV em situações de risco de infecção (rompimento do preservativo, camisinha saiu etc.). Saiba mais em https://goo.gl/j8uqLa.

Confira também o último da TV CEJAM sobre o Carnaval e as DSTs: https://goo.gl/E2My4Q

*Com informações da Secretaria Municipal de Saúde de SP


Data de Publicação: 09/02/2018

Fonte: Assessoria de Imprensa CEJAM