Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Saúde de Mogi apresenta balanço de atividades do terceiro quadrimestre de 2017

O secretário municipal de Saúde, Téo Cusatis, apresentou, nesta terça-feira (27/02), o balanço das principais atividades e atendimentos de saúde realizados no terceiro quadrimestre do ano passado. A prestação de contas é realizada em cumprimento à Lei Complementar Federal nº 141, de 13 de janeiro de 2012.

Nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2017, as unidades de saúde promoveram 1.782.327 procedimentos entre ações de promoção e prevenção em saúde, procedimentos clínicos, cirúrgicos e com finalidade diagnóstica. Também foram realizadas 81.158 visitas domiciliares pelos agentes da Estratégia Saúde da Família (ESF) e 14.998 consultas médicas, num total de 17.053 famílias cadastradas.

Durante a audiência pública, coordenada pelo presidente da Comissão Permanente de Saúde e Assistência Social da Câmara Municipal, Francisco Bezerra, o secretário apresentou detalhes do orçamento da saúde. Em 2017, os recursos da saúde somaram R$ 294.483.079,73, sendo R$ 165.324.996,77 (56,14%) do tesouro municipal, R$ 11.084.300,00 em recursos de transferência estaduais e R$ 118.073.782,96 de verbas federais. Do total arrecadado foram empenhados R$ 282.326.274,23, com índice de execução orçamentária de 95,87%.

O secretário apresentou um balanço das principais atividades em andamento, com destaque para a vacinação contra a febre amarela, que já imunizou cerca de 280 mil pessoas. “Felizmente, não temos nenhum caso registrado, nem em humanos e nem em macacos, mas precisamos manter a medida cautelar de imunização”, explicou. Segundo ele, não há falta de doses e a imunização é destinada para qualquer pessoas, desde que não haja restrições.

Ele informou, ainda, que em março será divulgado o resultado da Avaliação de Densidade Larvária (ADL) do Aedes aegypti na cidade, o que contribuirá para direcionar e potencializar novas ações preventivas no município. “Vamos lançar o estudo de densidade larvária a fim de combatermos a proliferação do mosquito, transmissor de doenças como a febre amarela, dengue, chikungunya e Zika vírus”, acrescentou.


Data de Publicação: 28/02/2018

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes