Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Conferência de Vigilância em Saúde no município de Embu das Artes é um sucesso

Mais uma vez Embu das Artes sai na frente e realiza a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde. Foi a única cidade da região a reunir governo e sociedade para discutir o tema. O evento ocorreu no último sábado, 29/4, na Escola Prof. Paulo Freire e contou com a presença de cerca de 100 pessoas, entre representantes do governo, legislativo, trabalhadores da saúde e sociedade.

“Eu vejo uma nação constituída com base em Saúde, Educação e Segurança. Se tivermos esses três pilares alinhados, teremos 50% de uma nação desenvolvida” – disse o vice-prefeito Peter Calderoni, que representou o prefeito Ney Santos. Segundo José Alberto Tarifa, secretário de Saúde de Embu das Artes, a saúde é apartidária e preza sempre pelo benefício da população. Ele destacou que com as epidemias que estamos vivendo, como a febre amarela, dengue, zica e chikungunya, a conferência se torna extremamente importante. “A expectativa é que as propostas sejam efetivas na conferência federal e virem políticas públicas de fato” – ressaltou Tarifa.

Para o presidente da Câmara Municipal de Embu das Artes, Hugo Prado, há um grande desafio: humanizar o atendimento na saúde. “Não vamos tolerar que maltratem os moradores. Nada justifica tratar um ser humano com indiferença” – falou. Ele destacou a rescisão do contrato com a empresa que administra a saúde no município, a contração de 24 médicos e lembrou o cancelamento do carnaval, cujo recursos foi investido na área. “O que for de responsabilidade nossa vamos honrar. Só vamos mudar a nossa história a partir do momento que dermos as mãos. Assim vamos ter a melhor saúde da nossa região” – finalizou.

A Conferência seguiu com as palestras dos médicos Jorge Harada e Milton Parron Jr. Em seguida, foram montados quatro grupos de trabalho, conforme cada eixo, para classificar as 93 propostas discutidas nas pré-conferências com os Conselhos Gestores de cada unidade de saúde.  O evento contou com a participação de Cintia Delphino de Andrade, farmacêutica da empresa Libbs, Angela Fukushima, supervisora da Vigilância Sanitária de Embu das Artes, e de Elisabete Oliveira, presidente do Conselho Municipal de Saúde.


Data de Publicação: 04/05/2017

Fonte: Comunicação Prefeitura de Embu das Artes