Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

Pacientes e profissionais do APD Jd Marcelo colocam a mão na massa em oficina de panificação

No dia 09 de junho, pacientes e profissionais do Programa de Acompanhante da Pessoa com Deficiência (APD) do Jardim Marcelo participaram de oficina de panificação realizada no Palácio dos Bandeirantes. A oficina, assim como o APD, visa implementar a atenção à saúde das pessoas com deficiência intelectual, de forma a promover o protagonismo, a autonomia, a independência e evitar o abrigamento ou internação.

Para Shirley, acompanhante do APD, “oficinas como esta são simplesmente maravilhosas. O trabalho de APD é esse, a inclusão na sociedade e em programações. Jamais nos esqueceremos do aprendizado e do trabalho em equipe que foi realizado na oficina”.

Ao todo, 15 pessoas participaram de uma aula teórica e uma prática, que consistiu  no preparo de 10 receitas de pães com o acompanhamento e a orientação de profissionais capacitados. “A iniciativa de inserir o APD nesta capacitação não é apenas válido para os pacientes, é também para os profissionais, possibilitando uma multiplicação aos demais pacientes inscritos no programa, inserindo, de forma terapêutica, a importância desta atividade”, salientou Jônatas Souza, supervisor multiprofissional do CEJAM.

Para a Ananéia M. Bezerra, psicóloga da equipe 1 da APD, “colocar a mão na massa, literalmente, promoveu não somente a inclusão, mas também a ampliação das possibilidades de construção  de um projeto de vida com um trabalho que pode ser realizado de forma autônoma, empreendedora e também em comunidade, independente da faixa etária em que o usuário do programa se encontra”.

Durante a oficina, foi entregue aos participantes uma apostila contendo 10 receitas de massas para pães e, ao final, um certificado que registra a participação na Padaria Artesanal, programa fruto do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo e que teve início em 2001. Entre os objetivos do programa estão proporcionar o aprendizado de uma técnica simples de preparo do pão e oferecer uma fonte alternativa de renda.

O CEJAM administra 3 equipes de APD que dão suporte às regiões de Campo Limpo, Capão Redondo e à região do Jardim Ângela. Cada equipe de APD é composta por 10 profissionais, 06 acompanhantes e equipe técnica com enfermeiro, psicólogo, fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional.


Data de Publicação: 20/06/2016

Fonte: Felipe Nascimento - Assessoria de Imprensa CEJAM