Seu email foi confirmado com sucesso!

Para ativar a senha de seu email, favor abrir um chamado no CAS informando a chave #.
Em alguns segundos, você será direcionado para a criação de sua assinatura digital.

X

Sua assinatura digital foi criada com sucesso!

Lhe foi enviado um email com a sua assinatura, juntamente com as instruções para a sua utilização.

SAMU e ambulâncias municipais atendem mais de 35 mil pacientes no ano

A “Central de Ambulâncias de Embu das Artes”, composta pela Central de Regulação Regional de Urgência e Emergência Pré-hospitalar (SAMU), pelo transporte inter-hospitalar e ambulatorial, somou mais de 35 mil atendimentos em 2014. Desse total, 16.599 foram registros de saídas das viaturas do SAMU.

Até meados de dezembro, o número de chamadas recebidas pela Central foi de 149.632, sendo que as ligações efetivadas foram mais de 109 mil (atendidos). Dentro desse número, temos 32.168 mil (despachados), 30.188 mil (informação), 38.641 mil (cancelados) e 8.048 (trotes). Esta média vem crescente ano a ano: 5.612 (2011), 82.411 (2012) e 130.022 (2013).

A região possui 10 ambulâncias no SAMU Regional, sendo que três ficam em Embu das Artes, duas de suporte básico e uma de suporte avançado (UTI Móvel).

Há 4 ambulâncias brancas que são responsáveis pela condução inter-hospitalar, como por exemplo, remover um paciente de um pronto-socorro para um hospital.

Para o transporte ambulatorial são 13 veículos. Eles transportam pessoas que necessitam realizar tratamento em unidades de saúde, como hemodiálise, quimioterapia, radioterapia entre outros. Um desses é adaptado para deficientes. O atendimento é de segunda a sábado.

SAMU Regional Embu das Artes

Desde 2011, o SAMU Regional Embu das Artes atende a população de cinco cidades da região Sudoeste da Grande São Paulo (Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu, São Lourenço da Serra e Juquitiba) num território de aproximadamente 1.083 km², onde residem 530 mil habitantes.

Com infraestrutura completa e profissionais qualificados, consegue reduzir, sensivelmente, o número de óbitos, tempo de internação hospitalar e sequelas decorrentes da falta de um socorro em tempo hábil.

O serviço deve ser acionado em situações que representem risco de danos graves ao paciente ou em risco de morte, como problemas cardíacos, quedas, fraturas, queimaduras, acidentes automobilísticos com vítimas, atropelamentos, afogamentos entre outros.

A Central de Regulação é operada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que presta socorro à população em casos de urgência e emergência médicas.

O SAMU é acionado em situações que exigem assistência pré-hospitalar, como casos que representem risco de danos graves ou de morte ao paciente: problemas cardíacos, quedas, fraturas, queimaduras, acidentes automobilísticos com vítimas, atropelamentos, afogamentos entre outros.

Como funciona o SAMU

As Centrais de Regulação têm um papel primeiro e indispensável para o resultado positivo do atendimento. A ligação é atendida por técnicos que identificam a emergência e, imediatamente, transferem o telefonema para o médico regulador. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações.

Ao mesmo tempo, o médico regulador avalia qual o melhor procedimento para o paciente: orienta o indivíduo a procurar um posto de saúde; designa uma ambulância de suporte básico de vida, com técnico  de enfermagem e socorrista para o atendimento no local; ou, de acordo com a gravidade do caso, envia uma UTI móvel, com médico e enfermeiro.

Educação

O Núcleo de Educação Permanente (NEP) é o setor responsável pelos treinamentos e capacitações da urgência para toda a regional. Entre suas atividades, estão: Cursos de Suporte Básico e Avançado de Vida para os profissionais do SAMU; Cursos para Telefonistas e Rádio Operadores do SAMU; Treinamentos diversos com os profissionais da Regional; Treinamentos para os profissionais de saúde do Município.


Data de Publicação: 22/12/2014

Fonte: Comunicação Prefeitura de Embu das Artes