Aguarde...

Portal da Transparência COVID-19 - Clique aqui e confira

Saúde

Saúde

12 de Maio de 2021

Dia Internacional da Enfermagem: Confira histórias de profissionais que atuam na linha de frente

O Dia Internacional da Enfermagem, lembrado em 12 de maio, ganha em 2021 um sentido muito mais especial que os demais anos. Em meio à maior crise econômica e de saúde pública causada pela pandemia de Covid-19, a sociedade tem manifestado seu reconhecimento pela dedicação dos profissionais de saúde, que atuam na linha de frente no combate ao vírus e têm sido fundamentais para evitar danos ainda maiores.

A data que marca a homenagem à enfermagem foi estabelecida em 1975 pelo Conselho Internacional de Enfermeiros. No entanto, ela é celebrada de maneira informal desde 1965. Para profissionais da categoria que trabalham em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) gerenciadas pelo CEJAM, o sentimento este ano é de comoção, união e orgulho.

“O dia que vacinamos a primeira idosa, com 98 anos, foi uma das coisas mais especiais da minha carreira. Durante a campanha de vacinação contra a Covid-19, eu costumo repetir, diariamente, à minha equipe que estamos fazendo história e temos muito a nos orgulhar”, afirma Juliana Zangirolami Noronha, enfermeira supervisora técnica da UBS Parque Novo Santo Amaro.

Nathalie Silva de Sousa, enfermeira supervisora técnica da UBS Jardim Germânia, por sua vez, destaca a sua satisfação em poder participar de cada etapa da vacinação, desde o recebimento, passando pelos insumos, até a aplicação em cada paciente contemplado.

“Muitos foram os momentos em que as lágrimas vieram aos olhos de nossa equipe. Famílias reunidas nos aplaudindo no final dos procedimentos ficarão para sempre na memória. Cada vacina administrada nos traz esperança de dias melhores, livres de tanto sofrimento e dor”, ressalta.

Segundo Aline Grabski, enfermeira supervisora técnica da UBS Santa Margarida, entre as questões que mais afligem os profissionais está a falta de responsabilidade e empatia de algumas pessoas que continuam saindo e aglomerando, sem pensar nas consequências que suas atitudes podem trazer à saúde do país.

“A pandemia deve trazer minimamente uma visão coletiva de cuidado. É desumano pensar que estamos passando pela maior crise de saúde dos últimos 100 anos e, mesmo em cenário tão realista, há pessoas que não se importam”, completa Juliana.

Realização profissional

Apesar dos momentos delicados, da pressão sofrida e da saudade dos familiares e amigos, as profissionais garantem, no entanto, que o maior sentimento que têm é a satisfação.

“Minha maior realização enquanto enfermeira é fazer parte do SUS e prestar uma assistência pautada em princípios, além de ter a oportunidade diária de promover o cuidado integral e promover educação em saúde, com embasamento técnico e científico”, afirma Nathalie.

Para Juliana, a satisfação está em fazer parte da vida dos pacientes. “Me orgulho em fazer parte do dia a dia das pessoas da comunidade em que atuo há quase 16 anos. Por conta do tempo, faço amizades com alguns pacientes que perguntam até da minha família. É muito gratificante.”

Aline, por sua vez, relembra um momento especial de sua carreira, em julho de 2004, quando recebeu em seu plantão uma recém-nascida abandonada, que havia sido encontrada em um tanque de roupas logo após o parto, ainda com o cordão umbilical.

“Esse foi um dos momentos mais importantes na minha história como enfermeira. Ter atuado de forma decisiva e ajudado a salvar a vida daquela pequena marcou a minha vida como profissional e como pessoa para sempre.”

Dia da Enfermagem

Para as profissionais da saúde, o Dia da Enfermagem representa a oportunidade de conscientizar as pessoas sobre a importância do trabalho realizado.

“Diferentemente dos anos anteriores, a enfermagem tem hoje um destaque distinto na história do Brasil e do mundo. Nossa situação está fora da sua normalidade e encontramos uma categoria esgotada de tanto trabalho. Apesar disso, acreditamos que enquanto o trabalho for executado com dedicação e carinho, haverá sempre esperança”, finaliza Juliana.

Fonte: Imprensa, Criação & Marketing

Enfermagem

Compartilhe essa notícia

SEDE CEJAM

Rua Dr. Lund,41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

IRS Dr. Fernando Proença de Gouvêa

Rua Dr. Lund, 41, Liberdade, São Paulo, 01513-020
(11) 3469 - 1818

Prevenir é viver com qualidade!

Prevenir é viver com qualidade!